Como eu amo os textões de Ju Manzato… fala por mim e pra muitas né?! Quem se identifica?

Amo muuuito!! Trouxe pra vocês… s2

 

Leia ouvindo: Valley – Slacks

O tempo é ágil demais! Minha percepção sobre ele mudou muito de uns tempos pra cá. Num piscar de olhos e os anos voaram para nunca mais! Sabemos valorar quase tudo, mas qual é o valor do tempo? Por mais que os estudiosos tentem, aquelas formulas gigantescas e geniais, não chegam a conclusão alguma.

Quem dá valor ao tempo somos nós, eu e você. Os pesos e as medidas não são universais, variam de pessoa para pessoa. Tem gente que sabe valorizar segundos, e tem gente que não sabe valorizar milénios.

O tempo, meus caros, é relativo

3084d3da791befe588e95073ea87712b

[ Imagem: reprodução / Pinterest: cotidiano dela ]

E por ser tão peculiar e único, ando me perguntando a cada dia, o que ando fazendo com o meu tempo. Meu precioso tempo! Ainda não cheguei a resposta alguma, mas de uns anos para cá descobri que além de administrá-lo mal, eu andei deixando ir pelo ralo momentos preciosos. Me deu um aperto no peito!

Acho que entupi os meus dias com algo que não é meu e isso anda me fazendo pensar muito, inclusive no real sentido da felicidade. Não seria hora de usar meus pesos e medidas para aquilo que realmente importa para mim? Será que não é o tempo gritando lá do ralo, “seja mais egoísta”?

Todos os dias que vou tomar banho, faço um balanço do dia e cada vez mais a minha lista pessoal de prioridades não bate. Meu coração aperta de novo. O que eu estou realmente fazendo da minha vida? Será que meus braços já não aguentam mais o peso das minhas escolhas? Será mesmo que eu preciso tanto me dedicar a coisas que não me dão o retorno esperado? Será mesmo que é uma crise econômica ou existencial?

Mesmo não chegando a conclusão alguma, desligo o chuveiro e volto a realidade. Me alivia pensar nas coisas que me fizeram sorrir no dia, volto a pensar no quanto sou grata por tudo que conquistei e penso que talvez não seja hora de deixar pra lá.

Se o caminho é em frente, porque não seguir por ele? Vamos. Você não precisa decidir sua vida amanhã, você precisa abraçar e viver o agora. Ninguém vai tirar aquilo que o destino guarda para você a sete chaves, mas você vai tirar da sua vida, de maneira natural, aquilo que já não serve mais.

Sabe aquela história do melhor acontecer? Pois bem, ando aprendendo a pedir sabedoria para entender o que é melhor para mim e o que é teimosia. E lá no fundo a gente sabe que teimosia se alimenta de tempo, eis o começo de um possível resultado para a tal equação.

 

 Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras.Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Faz da vida poesia e textos. Muitos textos!Sonhos? Vive deles
Passar dos anos | Por Ju Manzato | #FalaPorMim
Classificado como: